O País das Fadas 1

A Boémia foi, para mim, sempre um reino de príncipes e princesas. Mais tarde, conforme o conhecimento ia crescendo, de lindos cristais e cerveja.

No entanto o que prevaleceu foram os príncipes e princesas, talvez fruto das inúmeras histórias que li em pequena.

Até que conheci o meu príncipe.

E finalmente viajei pelas terras da Bohemia.

O ano passado visitamos Národní Park České Švýcarsko, em checo. Em português Parque Nacional da Boémia Suiça que fica a Noroeste de Praga, as uns 200 e poucos km.

Chama-se Boémia Suiça porque, contaram-me uns, no passado iam à Suiça buscar madeireiros para cortar as árvores e estas gentes acabaram por criar uma comunidade.

Chama-se assim, contaram-me outros, porque uns artistas suíços do século XVIII acharam esta região, da República Checa, muito parecida com a Suíça.

Para mim é o País das Fadas.

As casas de madeira! Só existiam, até então, nos contos que eu lia em pequena, como já disse.

A paisagem! A comida e as gentes ultra simpáticas que é, por agora, uma raridade entre as gentes checas.

Este Parque é totalmente coberto por florestas, mas são as formações geológicas as principais atrações do Parque , seguidas pela diversidade de animais e plantas. Uma natureza deslumbrante, canyons, torres gigantescas de arenito, riachos e miradouros. Isso sem falar nas vilas encantadas como Hřensko nas margens do rio Elba.


 Pravčická Brána  – o maior arco de arenito da Europa, Já foi cenário do filme Crónicas de Nárnia
 Pravčická Brána  – Em 1981 o Príncipe
Edmund of Clary-Aldringen construíu o hotel
Sokolí hnízdo (o ninho do falcão)

Como sempre, através do Booking.com, encontrámos Garden Hotel Mezná, no meio da floresta. Preços acessíveis e muito bem localizado e partir daí, a pé, barco de autocarro explorámos o Parque.

Jantámos na Penzion na vyhlídce, onde se podia dormir também, como o nome indica. Comida excelente e pessoal super simpático

Little Big Horn – Montana

Neste local que é considerado Momumento Nacional, foi travada uma batalha em junho de 1876 entre o exército americano, chefiado pelo Tenente George Custer e as tribos Sioux, Cheyenne, e outra tribos, comandadas por Sitting Bull e o jovem Crazy Horse.

“…local de reflexão”

Para quem gosta destas matérias históricas, estreou agora o filme “woman walks ahead” que aborda o que eu escrevi nesta página.

As minha viagens aos Parques Nacionais nos EUA – 2013 – Little Big Horn – Montana

 

Evoa – Escapadelas


O Espaço de Visitação e Observação de Aves – Evoa – na lezíria do estuário do Tejo é um paraíso para os amantes de aves e fotografia.

A entrada não é barata, mas vale a pena de vez em quando passar por lá.

É uma das 10 zonas húmidas mais importantes da Europa por onde passam as aves aquáticas migradoras.

Estive lá com os meus sobrinhos e viemos encantados com tudo. Mas é preciso muita paciência para esperar pelo melhores momento para fotografar nos abrigos próprios para observação.IMG_5601

IMG_5537
Petinha-dos -Prados

IMG_5621
Garça-real-comum

IMG_5646-2
Garça vermelha

IMG_5640

IMG_5665
Fura -bucho-das-baleares

IMG_5685
Águia sapaeira

IMG_5730

Montemor-o-Novo – Escapadelas

Mais uma escapadela. Ir a Montemor almoçar e ver um pouco do Alentejo que nesta altura está verde e cheio de florzinhas que lhe dão uns matizes lindos.

1 de Maio não é a melhor altura para se ir ao Alentejo. Está tudo fechado. Dia do trabalhador! Mas descobrimos um restaurante aberto. Fica por cima das piscinas Municipais e chama-se A6.  Comida muito boa! Migas de espargos e naco de vitela grelhado. Vale a pena.

20180501_135953

A6 para além do nome do restaurante é a autoestrada que nos leva a Espanha, passando por Évora e primeiro Montemor-o-Novo. Fica tão perto de Lisboa!