Do Douro aos Pirenéus – Donostia/San Sebastian – Escarrilla – Pirenéus

Próximos do nosso destino, destas férias, lá partimos de Donostia/San Sebastian para os Pirenéus, via Pamplona, onde almoçámos.

IMG_3722

Descobrimos, como tem sido hábito, através do Booking.com, um parque de campismo em Escarrilla, nos Pirenéus Aragoneses, muito perto de Formigal, conhecida estação de esqui. O pretendido era ficar nas montanhas, em pleno contacto com a natureza. Daí pensarmos num parque de campismo. O Camping Escarra  www.campingescarra.com tem um hotel. Muito simples. Um quarto, grande, e casa de banho. Muito quente também. Mas como não estávamos lá durante e dia e a noite arrefecia um pouco. Estava-se bem!

20160819_185344

Ficamos 5 noites. Já deu para fazer algumas coisas. Escarrilla fica muito perto da fronteira com França e por isso fizemos algumas visitas a este País. Na primeira visitámos Pau, num dia em que houve trovoada e choveu. Como não estava clima para montanhismo, fomos passear. O caminho até Pau é muito engraçado. Temos que atravessar os Pirenéus até França, passámos por aldeias muito pitorescas, visitámos mercados de rua e comprámos excelentes queijos. Pau é uma cidade muito interessante. Digna de um conto de fadas.

 

Outra excursão até França foi para fazer a espetacular viagem de comboio em altitude, em pleno Parque Nacional dos Pirenéus. Le petit train d’Artouste  www.altiservice/com/excursion/train-artouste

Esta viagem ficará para sempre gravada na nossa memória. Tivemos que comprar uns dias antes os bilhetes, porque as filas são imensas.

Saímos pela fronteira Espanha-França de Portalet, depois de, mais ou menos,  20 km encontramos o lago Fabrèges de onde parte o funicular e sobe dos 1250 m aos 2000 m. Ao chegar temos uma vista magnifica do pico “Pic du Midi d’Ossau” e o comboio que mais parece uma viagem à disnelândia. A viagem de comboio foi fascinante, sempre em altitude, com uns precipícios brutais e lá chegámos, ao fim quase de uma hora, a Artouste no Val d’Ossau a 2000 m de altitude. Iniciámos o nosso percuso, hiking montanha acima, mais uns 300 m, debaixo de calor brutal que me ia cozinhado os miolos. Quando regressámos, o percurso inverso mostrou-nos o outro lado da paisagem absolutamente fantástica.

Nos outros dias fizemos, outros trekkings, perdemos-nos, mas lá encontrámos o nosso caminho, comemos a fabulosa comida aragonesa, nunca mais me vou esquecer dos huevos rotos que não é mais que ovos estrelados com batatas fritas e os  deliciosos enchidos da região. Só de estar a escrever sobre esta ementa cresce-me água na boca! Tomámos banho em riachos e lagoas de água cristalina, apanhámos morangos e mirtilos silvestres.

Para quem gosta de montanhismo e natureza, este destino é imperdível!

 

 

 

Um pensamento em “Do Douro aos Pirenéus – Donostia/San Sebastian – Escarrilla – Pirenéus”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.