Noruega – Viagem – Trondheim – Dia 7

Com muita pena nossa, por deixarmos este Parque, partimos em direção a Trondheim. O ponto mais a norte, na Noruega e na Europa, desta nossa viagem. Já a roçar os limites do círculo polar ártico.

Na região mais junto à costa não há muitas autoestradas, mas estradas são muito boas, sem grandes desníveis, rasgam os vales, passa-se por túneis, por baixo de montanhas enormes, atravessa-se os fjords com ferry, sem demoras, tudo muito certinho. Não há portagens nas autoestradas, têm radares e câmaras, tipo as nossas scuts, que tiram uma fotografia ao carro e enviam a fatura para casa, mesmo para estrangeiros. Tudo muito clean e organizado.

À beira das estradas, noruegueses das quintas vendem morangos, framboesas e cerejas. Nunca comi morangos tão deliciosos! Insistiram connosco que não era necessário lavar, porque não utilizam pesticidas. Não lavámos, comemos tudo e não aconteceu nada.

Entretanto a anunciada vaga de calor na Escandinávia tinha-se instalado.

Chegámos a Trondheim a meio da tarde com 30 graus e muito sol! E assim se manteve até ao fim da nossa viagem.

Trondheim é uma cidade muito bonita. A terra dos Vikings ao longo do rio, dizem os noruegueses daqui. Como se tudo não fosse terras destas gentes.

É a terceira maior cidade da Noruega e chegou a ser a capital da noruega no século XIII. É uma cidade universitária e os cerca de 30 000 estudantes imprimem alegres vibrações nas ruas da cidade.

É, também, aqui que fica a Catedral de Nidaros. O mais importante monumento gótico na Noruega e era o local de peregrinação cristã mais importante do norte da Europa durante a Idade Média. Infelizmente quando lá chegámos já tinha fechado.

Através do Booking.com descobrimos o Best Western Bakeriet Hotel. 1395,04 NOK noite com jantar Buffet e pequeno almoço. Muito bom.

Para termos uma ideia, 1000 NOK (coroas norueguesas) são cerca de 100 €. para os padrões da Noruega, nada mau!

Colocámos tudo no quarto e o carro na garagem e fomos dar uma volta. As 19:00 h estávamos a jantar e depois do jantar fomos dar outra volta pela rua. Visitámos Gamle Bybro, ou a ponte velha e as lindas casas de madeira (palafitas) de Bakklandet e Nygata. Esta zona é de livro de contos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.